PUBLICAÇÃO VIRTUAL

iN SAiO 10 Anos CONVIDA

Camila Loreta

MANDIOCA

Estávamos as duas frente a frente.

 

Seus cabelos enrolavam da raiz a ponta, com tonalidades diversas, ia do castanho para o castanho claro sem muita ordem, talvez só com o testemunho de onde o sol tocou. Ela tinha esse cheiro, já havia sentido antes, um cheiro de gente que se movimentou bastante, que se alimenta, caminha, vive, cuidando para que seu cheiro seja de gente.

 

Eu gosto desse cheiro, sem disfarçar, forte, seu suor e hormônios misturados numa amalgama maluca de sentidos, que chegavam até o meu nariz, me convidando a mergulhar naquele mundo que, para mim, até então, me era completamente desconhecido.

 

Hernandes de Oliveira

Ramiro Murilo

Chego no Centro de Referência da Dança para performar “MASSA”, a convite da iN SAiO Cia de Arte, parceira de muitos anos. Quando chego, muito bem assessorado, percebo que por problemas de ruído na reforma do Vale do Anhangabaú, o local reservado para mim não ia dar certo, pois utilizo sutilezas do som que iriam se perder. Rapidamente, a equipe se reorganiza e transformamos a sala do camarim na minha sala de performance. E a performance ocorre muito bem. Esta adaptação, tão frequente no mundo das artes performáticas, é comum também ao processo de padaria artesanal.

 

 

dançar,

uma experiência

degustativa

Mesa Desterritorialização na Dança

Impulso irresistível

Fiódor Dostoiévski, atuando como “biógrafo” da tragédia familiar dos Karamázov no célebre romance Os Irmãos Karamázov (1880), nos fala das circunstâncias que envolveram o assassinato do patriarca Fiódor Pavlovitch, tendo como acusado (injusto...?) do parricídio, o primogênito Dimitri Karamázov (ou simplesmente Mítia), apresentando este como alguém tomado por uma espécie de “impulso irresistível” ao cometer (ou não... como se descobre depois...) o ato que findou a vida daquele.

 

Impulso irresistível: é disso que trata esse texto. Ou de como a arte é rica em exemplos de impulsos irresistíveis. Especialmente as artes performáticas. Não que não haja impulso dessa natureza em outras formas de expressão artística, penso eu... mas o contágio humano é latente no tempo real. E esse contágio gera impulso. Impulsos quiçá irresistíveis.

 

 

nessa galeria, em cada quadradinho pode ter um texto, uma imagem ou um vídeo, por exemplo, de formatos diferentes

robson lourenço | colaboração: carolina sudati | liliane de grammont | silvia wolf | esmeralda penha gazal funalna de tal | ciclana de tal | etc etc  etc

(pensei nessa possibilidade pros textos, dá pra fazer por slides e ir passando pro lado pra ler.)